quinta-feira, 26 de julho de 2012

Lemas: Qual é o seu?

Eu tenho vários; feitos por mim ou emprestados de outros. Já faz um tempo que eu achei um ótimo, bem na época em que comecei a me preparar para o ENEM, mas que também se encaixa na nossa vida em geral: "Motivação é o que te faz começar. Hábito é o que te faz continuar."


Os lemas são importantes para nos dar forças, são combustíveis. Alguns pregam eles na parede, fazem deles objetivos de vida. Eles são aquela voz insistente que, na maioria das vezes, te faz acreditar, dá um rumo a nossa história.

O que eu mais sigo é simples, porém enorme ao mesmo tempo: AMOR. Escolher, valorizar, exaltar o amor. Como Miley Cyrus diz, radiar amor (radiate love).

Outro lema invocado por uma figura pública é o Stay Strong (Permaneça Forte), da cantora/compositora/atriz Demi Lovato, que junta milhares de jovens em suas lutas diárias.

E o seu lema? Qual é? Compartilhe!

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Dica do blog: 220 Volts

Gosta de comédia? Então vai amar esse programa do canal de TV paga Multishow.

O cabeça de tudo é o humorista Paulo Gustavo, que se transforma em vários personagens, que comentam e vivem cada tema da série. Uma dessas personagens é a Mãe Hermínia, inspirada em sua própria mãe, e 'migrada' da peça de teatro "Minha Mãe é Uma Peça", em cartaz há quase seis anos. Aliás, a personagem ganhou um quadro no 'Fantástico', a estrear.

Sua primeira temporada teve a maior audiência do canal, uma recompensa por um trabalho ótimo. Desde o primeiro dia em que o descobri, estou apaixonada. A cada episódio são mais e mais risadas. Impossível não recomendar. Aliás, não só o programa, mas o próprio humorista. Paulo Gustavo é um gênio, talentosíssimo.

Quer conferir se eu não estou exagerando? Então, assista o...


sábado, 21 de julho de 2012

Nossos gostos e nossa autenticidade

Não tenha medo de mostrar sua verdadeiras cores
Você já passou pela situação de estar num grupo de amigos, e de repente eles começam a falar mal do seu cantor(a)/ banda/ programa/ filme favorito? Se sim, o que você fez? Calou-se pra consentir? Ou defendeu seus gostos?

Às vezes essas conversas são apenas saudáveis trocas de ideias, e você comenta suas preferências tranquilamente. Porém, em outras vezes, é necessário quase que ter coragem de assumir seus gostos.

Esconder o que se gosta é esconder quem se é. É negar sua identidade, sua autenticidade. Devemos ter orgulho de quem somos, custa o que custar. Vão ter risadas às vezes? Sim. Mas quanto mais bem resolvido sobre isso você for, melhor será a reação deles.

Eu sou fã de coisas meio controversas em alguns meios: Jonas Brothers, One Direction, Harry Potter. Mas, como eu disse, eu sou bem resolvida quanto a isso. Eu tenho minhas razões de gostar, e me agarro a elas. Por que eu deveria me envergonhar do que me faz bem, das coisas em que eu acredito? Pode soar clichê, mas é como dizem: seja sempre você.